Seminário Menor São José

Construído em 1937, o Seminário São José, de Gravataí, recebeu a primeira turma de estudantes em 1938. O local foi uma iniciativa do clero da Arquidiocese de Porto Alegre por ocasião do 25º aniversário de Dom João Becker como arcebispo, quando os seminários Menor e Maior funcionavam em São Leopoldo. A formação do clero secular então passou para Gravataí, aos cuidados dos jesuítas, que eram os formadores. Somente anos depois o clero diocesano assumiu as atividades.

 

No Seminário São José foram formadas diversas gerações de padres, de várias dioceses que surgiram a partir da Arquidiocese de Porto Alegre, como Novo Hamburgo, Osório e Montenegro. O local, que abrigava etapas desde o Ensino Fundamental, iniciou com o curso Propedêutico no fim da década de 1970. Em média, moravam no seminário de 200 a 250 estudantes. Quando superlotado, chegou a receber 300.

 

O tempo médio da formação inicial de um padre é de cerca de nove anos, já que a maioria tem ingressado no seminário após a conclusão do Ensino Médio, cursando então todas as etapas seguintes: Propedêutico, Discipulado (ou estudos filosóficos), Configuração (ou estudos teológicos) e Síntese Vocacional (ou pastoral).

 

Toda a formação dos seminaristas é acompanhada por padres. Em Gravataí atuam um reitor e formador assistente da etapa Propedêutica, e um vice-reitor e formador assistente da etapa do Ensino Médio. Eles são auxiliados por mais dois diretores espirituais, não residentes, que acompanham, cada um, uma das etapas.

 

Hoje 12 seminaristas residem no Seminário São José. Enquanto os seis jovens que ainda cursam o Ensino Médio estudam no Colégio São Francisco, em Cachoeirinha, pela manhã, os outros seis que estão no Propedêutico têm uma rotina de formação no próprio seminário, com aulas como de português, espanhol, noções de Psicologia, liturgia, Bíblia, entre outras, ministradas por padres e leigos.

O reitor, Pe. Lívio Masuero, conta que as duas etapas atualmente realizadas em Gravataí funcionam como duas comunidades, mas com algumas atividades em comum. No turno da tarde, eles fazem em conjunto aulas de música e educação física, por exemplo. Os seminaristas também têm encontros com os diretores espirituais.

 

No Seminário São José a formação tem as características de iniciação e discernimento. “É uma iniciação ao presbitério e à vida de seminário, um período tanto da formação humana quanto de formação mais específica em vista do ministério”, destaca Pe. Lívio. Ele observa que os jovens que se sentem chamados ao sacerdócio devem procurar o pároco de sua comunidade de origem, a equipe de promoção vocacional ou a equipe Kairós. São eles que auxiliam e orientam para o ingresso no seminário.

Junto ao Seminário também funciona o Lar Sacerdotal, que acolhe os padres idosos.

Cúria Metropolitana

(51) 3228.6199

Rua Espírito Santo, 95

Bairro Centro Histórico 

CEP 90010-370 | Porto Alegre | RS

Residência Episcopal

Vigário geral

Chancelaria

Arcebispado

Arquivo histórico

Batistério

Ascom

Tribunal Eclesiático

ACESSE TAMBÉM

Administrativo

Departamento Pessoal

Jurídico

Financeiro

Contabilidade

Fraterno Auxílio

Patrimônio

T.I.

Obras

Servus

O Dia do Senhor

Loja Centro de Pastoral

Centro Administrativo

(51) 3083-7800

Av. Sertório, 305

Bairro Navegantes
CEP 91.020-001 | Porto Alegre | RS

© 2019 por ASCOM para Arquidiocese de Porto Alegre