Dom Feliciano José Rodrigues Prates

* 13 de julho de 1781 - Gravataí
+ 27 de maio de 1858 - Porto Alegre

Estudou no Seminário de São José da Lapa (Rio de Janeiro), onde foi ordenado em 1804. Permaneceu no Rio de Janeiro, onde foi nomeado Capelão Militar na Fortaleza do Morro da Conceição. Em 1805 retornou ao Rio Grande de São Pedro, prestando serviços religiosos no Exército por 30 anos. 
Demitindo-se do Exército, recolheu-se em Capivari. No tempo da Revolução Farroupilha atendeu interinamente o curato de Santa Bárbara de Encruzilhada e em meados de 1842 mudou-se definitivamente para Encruzilhada do Sul, onde atuou até ser nomeado o primeiro bispo da recém criada diocese de São Pedro do Rio Grande do Sul em setembro de 1852 e sagrado em maio do ano seguinte.

Durante seu espiscopado foi fundado o primeiro Seminário na Província, instalado em um prédio alugado, e foi dele a iniciativa de construir o futuro Seminário Nossa Senhora Madre de Deus (atual edifício da Cúria Metropolitana de Porto Alegre).

Dom Sebastião Dias Laranjeiras

* 20 de janeiro de 1820 - Ubamonas (Vila de Monte Alto - Bahia)
+ 13 de agosto de 1888 - Porto Alegre

Etudou no seminário da Bahia e foi ordenado sacerdote em 1844. Permaneceu como pároco colado da freguesia de Nossa Senhora do Carmo do Morro do Fogo, na Bahia, mas pediu autorização para se retirar e estudar. Em maio de 1857 foi autorizado a interromper o ministério e dirigiu-se a Roma, onde se doutorou em Direito Canônico.
Em 1860 foi escolhido para ser o segundo bispo do Rio Grande de São Pedro. No mesmo ano foi sagrado bispo pelo Papa Pio IX e tomou posse em junho de 1861. No ano seguinte à sua chegada fundou o periódico A Estrella do Sul e uma de suas principais metas foi a construção do Seminário Episcopal, cujas obras iniciaram em 1865. Parcialmente inaugurado em 1879, Dom Sebastião transferiu-se para o prédio inacabado. A inauguração final da obra deu-se dois meses após sua morte.

Dom Claudio José Gonçalves Ponce de Leão

* 21 de fevereiro de 1841 - São Salvador (Bahia)
+ 27 de maio de 1924 - Rio de Janeiro

Fez os estudos superiores em Paris e foi ordenado sacerdote em 1867 na Congregação dos Padres Lazaristas. Ao retornar da Europa, permaneceu no Seminário do Ceará por oito anos como professor. Em 1875 foi transferido para o Seminário de São José do Rio de Janeiro, onde foi vice-reitor. Foi nomeado Bispo de Goiás em 1881 e sagrado no mesmo ano. 
O Papa Leão XIII nomeou-o bispo da diocese de São Pedro do Rio Grande do Sul em 1890 e no mesmo ano otmou posse. Denunciou as atrocidades da Revolução Federalista e remodelou o Seminário Episcopal. Em 15 de agosto de 1910 a diocese foi elevada a Arquidiocese de Porto Alegre, criando-se mais três dioceses no Estado (Santa Maria, Pelotas e Uruguaiana), tornando Dom Claudio o primeiro arcebispo metropolitano. Por motivos de saúde retirou-se da Arquidiocese

 

 

 

 

Dom João Antonio Pimenta

* 12 de dezembro de 1859 - Capelinha (Minas Gerais)
+ 20 de julho de 1943 - Montes Claros (Minas Gerais)

Ordenado sacerdote em 1883 em Minas Gerais, foi nomeado vigário de sua terra natal, onde permaneceu até 1892, quando transferiu residência para o Arraial da Água Boa, freguesia anexa à de Capelinha. Foi vigário de Piedade e de Teófilo Otoni, agraciado em 1905 com o título de Camareiro Secreto Supranumerário do Papa Leão XIII.
Foi nomeado bispo titular de Pentacômia e coadjutor, com direito à sucessão, do bispo do Rio Grande do Sul em 1906, tendo sido sagrado em maio do mesmo ano. Em 1911 foi transferido à diocese de Montes Claros como bispo.

Dom João Becker

* 24 de fevereiro de 1870 - Sankt Wendel (Alemanha)
+ 15 de junho de 1946 - Porto Alegre 
 

Emigrou com a família para o Brasil aos oito anos irmãos e fixou-se em Montenegro. Estudou no Colégio dos Padres Jesuítas de São Leopoldo e em 1891 entreou no Seminário em Porto Alegre, mesmo ano em que foi ordenado padre. Ficou 12 anos na paróquia Menino Deus de Porto Alegre, onde remodelou a antiga capela. Por seu trabalho foi nomeado cônego honorário em 1906. No mesmo ano, com o Pe. Luís Mariano da Rocha, fundou a Revista Eclesiástica, órgão da “Liga Sacerdotal” dos padres da Arquidiocese.
Em 1908 foi nomeado primeiro bispo da diocese de Florianópolis e assumiu como arcebispo de Porto Alegre em 1912. No ano seguinte criou a revista “Unitas”, órgão oficial da Arquidiocese. Durante seu episcopado construiu o Seminário Menor São José de Gravataí, criou 15 paróquias em Porto Alegre e mais 50 no interior, iniciou a construção da nova Catedral Metropolitana e formou a Ação Católica em todas as paróquias, entre outras ações.

 

 

 

 

Dom Alfredo Vicente Scherer

* 5 de fevereiro de 1903 - Bom Princípio
+ 8 de março de 1996 – Porto Alegre
 

Ingressou no Seminário Menor de São Leopoldo em 1914 e conclui os estudos em Roma, onde foi ordenado em 1926. Quando retornou a Porto Alegre, no ano seguinte, foi nomeado secretário particular do arcebispo Dom João Becker. Durante a revolução, em 1930, acompanhou as tropas até o Rio de Janeiro e recebeu o título de cônego.

Já no Rio Grande do Sul foi nomeado bispo auxiliar em 1946, mas não chegou a ser sagrado, pois o arcebispo faleceu antes. Eleito Vigário Capitular pelo Cabido Metropolitano, dirigiu a Arquidiocese até ser confirmada a nomeação para arcebispo de Porto Alegre.

Durante o episcopado deu continuidade ao V Congresso Eucarístico Nacional, a construção do Seminário Arquidiocesano de Viamão e da Catedral Metropolitana. Foi responsável pelo Novo Lar de Menores, a Casa de Retiro Vila Betânia, o Jornal do Dia, o programa A Voz do Pastor e o título de “Pontifícia” para a Universidade Católica. Foi escolhido cardeal em 1969.
Em 1981 se tornou Arcebispo Emérito e no ano seguinte tomou posse como diretor da Santa Casa de Misericórdia, cargo que exerceu até 1990, quando sofreu uma isquemia que lhe tirou quase que toda a memória e a visão. 

Dom João Cláudio Colling

* 24 de junho de 1913 - Harmonia
+ 03 de setembro de 1992 - Passo Fundo
 

Ingressou no Seminário Menor de São Leopoldo em 1925, passando depois para o Seminário Central, na mesma cidade. Foi ordenado sacerdote em 1937. Atuou como pároco em Porto Alegre, foi Cura da Catedral Metropolitana e dirigiu o programa de rádio oficial da Arquidiocese, “Hora Católica”, até ser nomeado bispo auxiliar da Diocese de Santa Maria em 1950. 

Teve como função organizar a Diocese de Passo Fundo, que se desmembraria de Santa Maria. Em 1951 foi nomeado então bispo de Passo Fundo, onde ficou por 30 anos. Em 1981 foi eleito arcebispo de Porto Alegre.

Dom Altamiro Rossato

* 23 de junho de 1925 - Tuparendi
+ 13 de maio de 2014 - Porto Alegre

Nasceu em Campininha, distrito de Tuparendi, fez o curso ginasial já em um seminário Redentorista, em Pinheiro Machado, seguindo depois para o Santo Afonso de Aparecida (SP), onde fez o colegial. Cursou Filosofia no Seminário Maior Redentorista de Santa Teresinha, na cidade de Tietê (SP), no qual também cursou Teologia. Foir ordenado sacerdote em 1951.
Na Pontifícia Universidade Santo Tomás de Aquino (Angelicum), em Roma, fez bacharelado, mestrado e doutorado em Filosofia e tornou-se Mestre em Teologia. No Instituto de Espiritualidade de Santo Tomás, em Roma, fez doutorado em Espiritualidade, e recebeu o título de doutor em Teologia Patrística. Foi professor em diversas instituições, reitor e coordenou cursos pelo Estado.

Em 1986 foi ordenado bispo na cidade de Marabá, no Pará. Em 1989 é elevado à dignidade de arcebispo, como coadjutor em Porto Alegre, com direito a sucessão, o que ocorreu em 1991, sucedendo Dom João Cláudio Colling. Como arcebispo metropolitano teve a missão de guiar a Igreja nas pegadas da Nova Evangelização e da 4ª Conferência de Santo Domingo. No fim dos anos 1990 em preparação para o Grande Jubileu do Ano 2000, liderou o projeto Missão Popular.

teve a renúncia aceita pelo Papa Joã Paulo II em 2001.

 
 
 
 
 
 
 
 

Dom Edmundo Luís Kunz

* 11 de março de 1919 - Venâncio Aires
+ 12 de setembro de 1988 - Porto Alegre

 

Estudou no Seminário de São Leopoldo e foi ordenado em Porto Alegre em 1944. Exerceu o cargo de capelão do Colégio Nossa Senhora do Rosário, de cooperador e, em seguida, de pároco da paróquia de Nossa Senhora do Rosário. Entre 1954 e 1955 foi o primeiro Reitor do Seminário Maior de Viamão, cargo que voltou a ocupar entre 1982 a 1984.

Foi sagrado bispo em 1955e no inícios do episcopado dedicou-se à organização da Ação Católica Especializada e criou a Frente Agrária Gaúcha (FAG).
Foi professor de Filosofia na PUCRS e no Seminário Maior de Viamão. 

Dom José Ivo Lorscheiter

* 07 de dezembro de 1927 - São José do Hortêncio
+ 05 de março de 2007 - Santa Maria 
 

Ingressou no Seminário de Gravataí em 1939, seguiu para o Seminário de São Leopoldo e concluiu os estudos em Roma. Foi ordenado em 1952 e seguiu estudando até a defesa de sua tese, em 1955. A partir deste mesmo ano foi professor no Seminário de Viamão, depois vice-reitor e reitor. 
Em 1960 recebeu nomeação de Cônego Honorário do Cabido Metropolitano e em 1962 a Santa Sé lhe distinguiu o título de Monsenhor. Foi sagrado bispo e nomeado Vigário Geral do Arcebispado em 1966. Desde logo assumiu a coordenação do Sul 3 da CNBB e da Pastoral Arquidiocesana.
Em 1971 foi eleito Secretário Geral da CNBB e passou a residir no Rio de Janeiro, conservando, porém, a ua condição de bispo auxiliar de Porto Alegre. Em 1974 assumiu como bispo de Santa Maria, onde permaneceu até 2005.

 

Dom Antonio do Carmo Cheuiche

* 13 de junho de 1927 - Caçapava do Sul
+ 14 de outubro de 2009 - Ivoti 
 

Cursou Filosofia em Montevidéu e Teologia em Burgos (Espanha), onde foi ordenado padre em 1951 pela Ordem dos Padres Carmelitas.
Fez Jornalismo na PUC de Porto Alegre e Filosofia e Letras em Madri (Espanha). Atuou como professor da Universidade do Rio Grande do Sul, da PUC e da Faculdade de Filosofia de Viamão.
Foi sagrado bispo em Porto Alegre em 1969.

Dom Urbano José Allgayer

* 16 de março de 1924 - Santa Clara 


Nasceu em Santa Clara e foi ordenado sacerdote em 1950. Foi eleito bispo titular de Tununa e auxiliar de Porto Alegre em 1974, ano em que ocorreu a ordenação episcopal. 

Em 1982 recebeu a nomeação de bispo de Passo Fundo e foi empossado no mesmo ano. Em 1999 passou o pastoreio da diocese para Dom Pedro Ercílio Simon, mas continua residindo e trabalhando como bispo emérito.

 

 

 

Dom José Mário Ströeher

* 19 de março de 1939 - Feliz

 

Cursou Filosofia em Viamão, e Teologia em Roma, onde foi ordenado sacerdote em 1963. Autou em paróquias de Porto Alegre e Alvorada, foi professor e reitor no Seminário Menor São José de Gravataí. A nomeação para bispo titular de Nicives e auxiliar de Porto Alegre ocorreu em 1983, mesmo ano da ordenação episcopal. 

Em 1986 foi nomeado pelo Papa João Paulo II como bispo da Diocese de Rio Grande. Em 2016 o Papa Francisco aceitou sua renúncia e Dom José Mário tornou-se bispo emérito de Rio Grande.

 
 
 
 
 

Dom Thadeu Canellas

* 28 de julho de 1930 - Gravataí

 

Depois da conclusão dos estudos preparatórios no Seminário Menor São José, em Gravataí, cursou Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma. Também estudou jornalismo. Foi ordenado sacerdote em Roma em 1956.
Exerceu diversas atividades em paróquias e junto a movimentos da Arquidiocese de Porto Alegre até ser nomeado bispo titular de Giunca de Bizacena e auxiliar de Porto Alegre em 1983 pelo Papa João Paulo II. A ordenação episcopal ocorreu em 1984.

Com a criação da Diocese de Osório, foi nomeado seu primeiro bispo, em 1999. Em 2006 teve sua renúncia, por limite de idade, aceita pelo Papa Bento XVI e tornou-se bispo emérito.

 

Dom Osvino José Both

* 26 de abril de 1938 - Três Aroios


Aos 14 anos ingressou no Seminário de Tapera, depois seguiu para o Seminário Menor Nossa Senhora de Fátima, em Erechim. No mesmo seminário lecionou latim, matemática e português e fez vestibular para ingressar nos estudos de Filosofia no Seminário Maior de Viamão. Em 1963 foi enviado para a Alemanha, onde cursou Teologia na Universidade de Bonn, no Seminário Maior da Diocese de Essen e na Faculdade de Teologia da Universidade de Münster. Na Faculdade de Passo Fundo concluiu os estudos de Filosofia. Foi ordenado padre em 1967 e exerceu diversos encargos e ministérios pastorais na Diocese de Passo Fundo.

Em 1990 foi nomeado pelo Papa João Paulo II bispo auxiliar de Porto Alegre, função que assumiu após a ordenação, que ocorreu também em 1990. Cinco anos depois foi nomeado bispo da Diocese de Novo Hamburgo. Em 2006 recebeu nova nomeação, desta vez vez do Papa Bento XVI, como Arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil do Brasil. Em 2014 teve o pedido de renúncia por limite de idade aceito pelo Papa Francisco.

 

Dom José Clemente Weber

* 24 de setembro de 1937 - Venâncio Aires

Estudou o primeiro e segundo graus no Seminário Menor São José, em Gravataí e cursou Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, na Itália. Foi ordenado sacerdote em 1962 em Roma e atuou como formador e professor nos seminários de Bom Princípio, Gravataí e Viamão, foi reitor em Gravataí e professor na PUC/RS, além de pároco em Sapucaia do Sul e Porto Alegre. A nomeação e a ordenação episcopal ocorreram em 1994. 
Exerceu diversas funções enquanto bispo auxiliar de Porto Alegre até ser nomeado, em 2004, bispo da Diocese de Santo Ângelo. Em 2013 teve o pedido de renúncia aceito e passou a ser bispo emérito.  

 

Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues

* 25 de junho de 1941 - Bias Fortes (Minas Gerais)

Por seis anos cursou o Seminário Menor Santo Antônio em Juiz de Fora (MG). Fez os estudos filosóficos e o primeiro ano de Teologia em Mariana, completando a graduação na Faculdade Nossa Senhora da Assunção (SP). Foi ordenado sacerdote em 1964 e obteve licenciatura em Filosofia pela Faculdade Dom Bosco de São João del-Rei. Frequentou o Instituto Superior de Pastoral Catequética no Rio de Janeiro e a Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma, onde fez curso de atualização teológica.

 

Dom Jacinto Inácio Flach

* 26 de fevereiro de 1952 - Bom Princípio

Estudou Filofia no Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição, em Viamão, e Teologia na PUC/RS. De 1995 a 1997 frequentou, em Roma, o Pontifício Instituto de Espiritualidade Teresianum, conseguindo a licença em Espiritualidade. Foi ordenado sacerdote em 1988 e atuou como vigário e pároco, além de professor e diretor espiritual no Seminário Maior de Viamão.

Foi nomeado em 2003 pelo Papa João Paulo II como bispo auxiliar de Porto Alegre e teve e ordenação episcopal realizada no ano seguinte. Em 2009 o Papa Bento XVI o nomeou bispo da Diocese de Criciúma (SC). 

 

Dom Alessandro Ruffinoni

* 26 de agosto de 1943 - Piazza Brembana (Bergamo - Itália)

Fez os estudos na Itália, onde se tornou religioso scalabriniano em 1961 em Crespano del Grappa. A ordenação sacerdotal ocorreu em Bassano del Grappa em 1970, mesmo ano em que veio para o Brasil. Atuou em Casca, Guaporé e Porto Alegre. Em 1988 deixou o Brasil para uma nova experiência missionária no Paraguai, onde foi formador e diretor do “Centro Misionero P. Luigi Valtulin”, além de vigário geral da Diocese de Ciudad Del Este.

Voltou para o Brasil em 1999 como superior provincial (Scalabriniano) em Porto Alegre, até retornar ao Paraguai em 2005, onde trabalhou na Arquidiocese de Assunção até a nomeação como bispo auxiliar de Porto Alegre, em 2006, mesmo ano da ordenação episcopal.

Foi transferido da sede episcopal de Fornos Maggiore e do oficio de auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre para a Diocese de Caxias do Sul, como cispo coadjutor. A posse ocorreu em 2010. Tornou-se bispo de Caxias do Sul no ano seguinte.

 

Dom Remídio José Bohn

* 21 de maio de 1950 - Feliz

+ 6 de janeiro de 2018 - Cachoeira do Sul (RS)

 

Fez os curso ginasial e colegial no Seminário Menor São José, em Gravataí. Cursou Filosofia no Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição, em Viamão, e Teologia na PUC/RS. Foi ordenado sacerdote em 1975 e atuou, desde então, como professor, assistente, reitor e diretor espiritual em seminários da Arquidiocese de Porto Alegre, além de pároco e outras funções pastorais.

Foi nomeado bispo auxiliar de Porto Alegre em 2006 pelo Papa Bento XVI com o título de Uchi Maggiore e teve a ordenação episcopal celebrada no mesmo ano. Em 2011 foi nomeado bispo de Cachoeira do Sul - a posse ocorreu no início de 2012. 

Faleceu em 6 de janeiro de 2018, vítima de um tumor no pâncreas. Foi sepultado na Catedral de Cachoeira do Sul.

 

Dom Agenor Girardi

* 2 de fevereiro de 1952 - Orleãs (SC) | + 8 de fevereiro de 2018 - Porto União (SC) 


Cursou o ensino fundamental no Seminário Menor São José, em Francisco Beltrão. Posteriormente fez o ensino médio em escola pública do mesmo município. Ingressou na PUC Campinas para iniciar Filosofia e estudou Teologia na Faculdade Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo. Fez a profissão religiosa na Congregação dos Missionários do Sagrado Coração em 1982 e foi ordenado sacerdote no mesmo ano. Obteve a Licença em Teologia Espiritual na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma.

Atuou no Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. Foi nomeado pelo Papa Bento XVI como bispo de Fornos Maggiori e auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre em 2010, sendo ordenado no ano seguinte. Em 2014 o Papa Francisco o nomeou bispo da Diocese de União da Vitória (PR).

Faleceu, aos 66 anos de idade, no dia 8 de fevereiro de 2018. Lutou contra um câncer e veio a falecer vítima de um quadro infeccioso grave que evoluiu para a falência múltipla de órgãos.

Cúria Metropolitana

(51) 3228.6199

Rua Espírito Santo, 95

Bairro Centro Histórico 

CEP 90010-370 | Porto Alegre | RS

Residência Episcopal

Vigário geral

Chancelaria

Arcebispado

Arquivo histórico

Batistério

Ascom

Tribunal Eclesiático

ACESSE TAMBÉM

Administrativo

Departamento Pessoal

Jurídico

Financeiro

Contabilidade

Fraterno Auxílio

Patrimônio

T.I.

Obras

Servus

O Dia do Senhor

Loja Centro de Pastoral

Centro Administrativo

(51) 3083-7800

Av. Sertório, 305

Bairro Navegantes
CEP 91.020-001 | Porto Alegre | RS

© 2019 por ASCOM para Arquidiocese de Porto Alegre