Dom Jaime Spengler

Arcebispo Metropolitano

Jaime Spengler nasceu em 6 de setembro de 1960 em Gaspar (SC). Ingressou na Ordem dos Frades Menores em 20 de janeiro de 1982, pela admissão no Noviciado na cidade de Rodeio (SC). Cursou Filosofia no Instituto Filosófico São Boaventura, de Campo Largo (PR), e Teologia no Instituto Teológico Franciscano de Petrópolis (RJ), concluindo-o no Instituto Teológico de Jerusalém em Israel. Foi ordenado sacerdote em 17 de novembro de 1990, na sua cidade natal.

Fez doutorado em Filosofia na Pontifícia Universidade Antonianum, em Roma, e atuou dentro da Ordem dos Frades Menores em diversas missões e cidades do país até 2010, quando foi nomeado pelo Papa Bento XVI como bispo auxiliar. A ordenação episcopal, presidida por Dom Lorenzo Baldisseri, Núncio Apostólico no Brasil, ocorreu dia 5 de fevereiro de 2011, na Paróquia São Pedro Apóstolo, em Gaspar. Dom Jaime Spengler é arcebispo metropolitano de Porto Alegre desde 18 de setembro de 2013, quando foi nomeado pelo Papa Francisco, que concomitantemente recebeu o pedido de renúncia de Dom Dadeus Grings. Em maio de 2019 foi eleito 1º Vice-presidente da CNBB. 

In Cruce Gloriari

Gloriar-se na Cruz (Cl 6, 14)

O centro do brasão é ocupado pela cruz. Essa é iluminada pelo sol, expressando o que diz a Escritura: “Cristo é o sol de justiça”. O Cristo crucificado, sol de justiça, é a nossa esperança; concede novos horizontes de vida aos crucificados de todos os tempos; o Crucificado divide e unifica o universo. A metade do Crucificado sobre a cruz escura indica o Cristo que glorifica a cruz. A metade escura do Crucificado sobre a cruz clara, indica que a cruz glorifica e transfigura o ser humano. Na parte inferior a cruz repousa numa concha; expressa o mistério inesgotável da cruz. Ela é o símbolo do Santo Sepulcro e do evento da Ressurreição, distintivo dos peregrinos de todos os tempos. De um lado da cruz lembram o rio Itajaí-Açu com seu vale, região de nascimento de Dom Jaime Spengler; do outro lado, lembram o Guaíba, que banha a região de Porto Alegre, local atual da missão do arcebispo. Os diversos tons de azul evocam Nossa Senhora Mãe de Deus, como padroeira da Arquidiocese de Porto Alegre e como a Virgem Imaculada, “a mulher vestida de sol”. No alto do brasão vemos a cruz arquiepiscopal. No detalhe inferior podemos identificar a presença do tau, recordando a família religiosa de onde provém o Arcebispo, e os “assinalados” discípulos do “Amor que não é amado”. O pálio, espécie de colarinho de lã branca com cruzes negras, expressa a unidade com o sucessor de Pedro, bem como indica a dignidade arquiepiscopal.

Criação: Lorenz Johannes Heilmair

Atuação

- Arcebispo Metropolitano de Porto Alegre

- 1º Vice-presidente da CNBB 

- Bispo referencial da CNBB para o Colégio Pio Brasileiro - Roma

- Bispo referencial CNBB - Regional Sul 3 para Vida Consagrada e Ministérios ordenados
- Vice-presidente da Comissão Especial para o Acordo Brasil-Santa Sé da CNBB

Artigos

Cúria Metropolitana

(51) 3228.6199

Rua Espírito Santo, 95

Bairro Centro Histórico 

CEP 90010-370 | Porto Alegre | RS

Residência Episcopal

Vigário geral

Chancelaria

Arcebispado

Arquivo histórico

Batistério

Tutela de menores

Ascom

Tribunal Eclesiástico

ACESSE TAMBÉM

Administrativo

Departamento Pessoal

Jurídico

Financeiro

Contabilidade

Fraterno Auxílio

Patrimônio

T.I.

Obras

Servus

O Dia do Senhor

Loja Centro de Pastoral

Centro Administrativo

(51) 3083-7800

Av. Sertório, 305

Bairro Navegantes
CEP 91.020-001 | Porto Alegre | RS

© 2020 por ASCOM para Arquidiocese de Porto Alegre