2 de junho: Conheça a mensagem do Papa e os subsídios para o Dia Mundial das Comunicações Sociais


Neste domingo, 2 de junho, celebra-se o Dia Mundial das Comunicações Sociais, data criada pela Igreja Católica há 53 anos. Nesta edição, o lema é "'Somos membros uns dos outros' (Ef 4, 25): das comunidades de redes sociais à comunidade humana”. Na sua tradicional mensagem para este dia, o Papa Francisco faz um convite à reflexão sobre as relações entre as pessoas na internet, ambiente no qual a Igreja acredita que deve ser usado para o “encontro das pessoas e a solidariedade entre todos”.

O tema escolhido pelo Papa “sublinha a importância de restituir à comunicação uma perspectiva ampla, baseada na pessoa, e enfatiza o valor da interação entendida sempre como diálogo e oportunidade de encontro com o outro”. Algumas tendências “prevalentes nas redes sociais nos colocam diante de uma pergunta fundamental: até que ponto podemos falar de comunidade verdadeira diante das lógicas que caracterizam algumas comunidades nas redes sociais? A metáfora da rede como comunidade solidária exige a construção de um nós, baseado na escuta do outro, no diálogo e, consequentemente, no uso responsável da linguagem”.

No dia 24 de janeiro, quando a Igreja celebra a memória de São Francisco de Sales, tradicionalmente, o Papa divulga a sua mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais. Na ocasião, escreveu o Santo Padre: “Com esta mensagem, gostaria de vos convidar uma vez mais a refletir sobre o fundamento e a importância do nosso ser-em-relação e descobrir, nos vastos desafios do atual panorama comunicativo, o desejo que o homem tem de não ficar encerrado na própria solidão”. Usando a imagem da rede, Francisco conduz sua reflexão sobre o ambiente virtual, suas potencialidades, estrutura e forma de organização. Também recorre à imagem da comunidade que, “como rede solidária, requer a escuta recíproca e o diálogo, baseado no uso responsável da linguagem”. O papa chama atenção para algumas realidades que se manifestam negativamente no ambiente digital, como a exposição “à desinformação e à distorção consciente e pilotada dos fatos e relações interpessoais”; o “uso manipulador dos dados pessoais, visando obter vantagens do plano político ou econômico, sem o devido respeito pela pessoa e seus direitos”; o cyberbullyng no meio adolescente; a identidade nas comunidades digitais fundada na contraposição do outro; e a realidade do isolamento, apontada como motivadora para existência dos “Jovens ‘eremitas sociais’". Para reencontrar a verdadeira identidade comunitária na consciência da responsabilidade que temos uns para com os outros, inclusive na rede on-line, Francisco propõe outra metáfora: o corpo e os membros, “usada por São Paulo para falar da relação de reciprocidade entre as pessoas, fundada num organismo que as une”. O papa reforça a verdade, indica o olhar de inclusão e a capacidade de compreensão e comunicação entre as pessoas humanas que “tem o seu fundamento na comunhão de amor entre as Pessoas divinas”. “Investir nas relações, afirmar o caráter interpessoal da nossa humanidade, manifestar a comunhão que marca nossa identidade de crentes, comunicar, acolher e compreender o dom do outro e corresponder-lhe”, afirma. “Esta é a rede que queremos: uma rede feita, não para capturar, mas para libertar, para preservar uma comunhão de pessoas livres. A própria Igreja é uma rede tecida pela Comunhão Eucarística, onde a união não se baseia nos gostos [«like»], mas na verdade, no «amém» com que cada um adere ao Corpo de Cristo, acolhendo os outros”.

Leia a mensagem do Papa Francisco na íntegra.

PASCOM Brasil

Para celebrar o 53º Dia Mundial das Comunicações Sociais 2019, a Pastoral da Comunicação – Pascom Brasil divulgou subsídio para ajudar os agentes pastorais espalhados por todo o Brasil. O objetivo do material é colaborar para que a mensagem do Papa Francisco esteja mais próxima dos agentes. “Não é nosso objetivo querer dizer mais do que o Papa já disse na sua mensagem. Ali está o essencial, aquilo que deve orientar a celebração do Dia Mundial. A chave de leitura é para ajudar no aprofundamento da leitura da rica mensagem”, informou a coordenação nacional da Pascom.

Além da reprodução da mensagem e da chave de leitura, o subsídio deste ano contém um encontro celebrativo, que poderá ser realizado pelos agentes em suas comunidades e paróquias. “Quisemos proporcionar uma modalidade para que os coordenadores vivam o eixo da espiritualidade. Além das missas que tradicionalmente marcam o Dia Mundial das Comunicações Sociais, consideramos importante que haja um encontro celebrativo, no estilo de círculo bíblico, que favoreça tanto a oração quanto a formação”, explica o coordenador Marcus Tullius.

O cartaz apresenta a necessidade de percebermos que, por trás das comunidades de redes sociais, estão as pessoas e somente uma pessoa é capaz de resgatar outra pessoa, porque “somos membros uns dos outros”, conforme o texto escolhido pelo Papa Francisco para nortear a mensagem. A imagem também acentua o cenário urbano, característica dos nossos tempos, em sintonia com as reflexões da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e as diretrizes aprovadas durante a 57ª Assembleia Geral da CNBB.

O cartaz e o subsídio foram desenvolvidos pela Agência Hesed, do publicitário Adielson Agrelos e coordenador da Pascom do Regional Leste 1.

Acesse o material:

#DiaMundialdasComunicaçõesSociais #2dejunho #2019 #PapaFrancisco

Cúria Metropolitana

Rua Espírito Santo, 95

Bairro Centro Histórico 

CEP 90010-370 | Porto Alegre | RS

       51 3228.6199

Residência Episcopal

Vigário geral

Chancelaria

Arcebispado

Arquivo histórico

Batistério

Tutela de menores

Ascom

Tribunal Eclesiástico

ACESSE TAMBÉM

Centro Administrativo

Av. Sertório, 305

Bairro Navegantes
CEP 91.020-001 | Porto Alegre | RS

51 3083.7800

Administrativo

Departamento Pessoal

Jurídico

Financeiro

Contabilidade

Fraterno Auxílio

Patrimônio

T.I.

Obras

Servus

O Dia do Senhor

Loja Centro de Pastoral

© 2020 por ASCOM para Arquidiocese de Porto Alegre