Mensageiro realiza ação em Esteio e conclui julho

Na última sexta-feira (7), o Mensageiro da Caridade ampliou as ações de ajuda à população pobre neste período de pandemia. Uma grande ação foi realizada nas comunidades de periferia da cidade de Esteio. As atividades ocorreram em comunidades das paróquias Santo Inácio de Loyola e Imaculado Coração de Maria, cujas equipes da caridade contam com assessoria e orientação do Mensageiro da Caridade na execução do trabalho social.



Na comunidade Santo Antônio de Pádua, pertencente à Paróquia Santo Inácio, foram distribuídas 52 cestas básicas. A coordenadora Lorena Gomes organizou a ação na comunidade. As famílias também receberam roupas e agasalhos para enfrentar o período de inverno. Na comunidade Mãe de Deus foram distribuídas 98 cestas básicas para as famílias atendidas pelos projetos sociais das paróquias Santo Inácio e Imaculado Coração de Maria. As famílias também receberam roupas e agasalhos conforme suas necessidades. Essa entrega foi acompanhada pelas integrantes da coordenação da Pastoral Social Sandra Panassol, Rosa Maria Souza e Jureci Francisca de Souza.

A atividade foi organizada pela Diaconia Santo Antônio e pelas coordenações da Pastoral Social das paróquias. O coordenador da Diaconia, Diác. Lourival Fernandes, acompanhou as atividades e destacou a importância do auxílio do Mensageiro da Caridade. “Aqui em Esteio sentimos o agravamento da situação de vulnerabilidade social, com a determinação de isolamento social. Por isso, esse auxílio vai garantir um socorro importante para muitas famílias”.

O diretor Executivo do Mensageiro da Caridade, Luís Carlos Campos, ressaltou que essa ajuda foi viabilizada pela generosidade de empresas e pessoas físicas que integram a grande rede de solidariedade da instituição. As pessoas ou empresas que desejam integrar esse mutirão de ajuda com suas doações podem acessar o Facebook do Mensageiro da Caridade para obter informações ou acessar o link: bit.ly/cestadomensageiro

Ações de julho

Eloá da Silva Alves, 78 anos, moradora da Ilha Grande dos Marinheiros, foi uma das beneficiadas pelas doações do Mensageiro da Caridade. Ela teve sua casa alagada pelas águas do Lago Guaíba. Nascida no arquipélago, conta que perdeu as contas do número de enchentes que presenciou. A idosa integra o universo de milhares de pessoas auxiliadas pela entidade no mês de julho. A pandemia exigiu maior atenção na mobilização de recursos para atender a questão alimentar, que se agravou em algumas regiões, como as Ilhas do Guaíba, em razão das enchentes. A parceria de pessoas e empresas viabilizaram o atendimento de uma grande demanda. Além do tradicional apoio da Fundação Incobrasa, que realiza a doação de arroz encaminhado às equipes paroquiais para as famílias cadastradas que recebem auxílio permanente, a empresa Diamanju e um parceiro pessoa física repassaram à entidade cerca de R$ 130 mil em alimentos e cestas básicas.


O atendimento direto na sede do Mensageiro da Caridade auxiliou 33 famílias com a doação de bens e utensílios domésticos para mobiliar as residências e assegurar condições de vida digna. Em cinco grandes ações nas comunidades foram auxiliadas centenas de famílias com a doação de cestas básicas.

Enchente nas Ilhas - No mês de julho, a população de duas Ilhas do Guaíba foi auxiliada. Na Ilha Grande dos Marinheiros foram distribuídas 100 cestas básicas, roupas e brinquedos para as crianças. A iniciativa contou com apoio da Cáritas Brasileira – Regional do Rio Grande do Sul, que fez a doação de roupas. A líder da comunidade, Liane Antônia Farias, afirmou que a doação do Mensageiro da Caridade foi providencial para as famílias. “Esse auxílio é fundamental, porque roupas e alimento são as maiores necessidades. Sem esse auxílio muitas pessoas iriam passar fome, pois não teriam o que comer”.


Ilha do Pavão - Outra comunidade do arquipélago beneficiada foi a população da Ilha do Pavão. O Mensageiro da Caridade repassou 100 cestas básicas recebidas de empresas da iniciativa privada, 20 cestas básicas e 120 cobertores adquiridos com recursos repassados pelo Comitê Emergencial de Combate à Fome no RS, CONSEA/RS (Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional) e outras organizações da sociedade civil. O diretor Executivo do Mensageiro da Caridade, Luís Carlos Campos, afirmou que a população das Ilhas do Guaíba ainda luta para se recuperar das perdas com a enchente. “Por isso, permanecemos vigilantes para as necessidades dessa população”.


Zona Norte - A população em situação de vulnerabilidade social na Zona Norte da Capital também foi auxiliada pelo Mensageiro da Caridade. No dia 31 de julho, foram repassadas 40 cestas básicas e roupas para as famílias assistidas pela Paróquia Santa Rosa de Lima. A atividade foi realizada no pátio da igreja, com a presença da equipe do Mensageiro da Caridade, do grupo da pastoral social paroquial, do pároco e das pessoas beneficiadas. Segundo o pároco, Pe. Carlos Sebastiany, a situação socioeconômica das famílias foi agravada com a pandemia e está exigindo muita atenção da Igreja, tanto que no trabalho da caridade da paróquia não houve interrupção do serviço de atendimento mesmo neste período de isolamento social. “Agradecemos muito ao Mensageiro da Caridade e sua equipe pela parceria e apoio ao nosso trabalho, com o repasse das cestas básicas e da roupa para ser distribuída às pessoas necessitadas de ajuda neste período”.

No ato de entrega, a equipe da pastoral social e as famílias beneficiadas deram forte aplauso de agradecimento ao Mensageiro da Caridade e aos doadores. As cestas básicas entregues foram doadas pela empresa Diamanju Agrícola LTDA, do município de Anta Gorda, que repassou grande quantidade de alimento para o Mensageiro da Caridade.

Vila Conceição - Desde que iniciou o período de afastamento social devido à pandemia o Centro Social de Cultura e Arte Pe. Irineu Brand, localizado na Vila Maria da Conceição, está desenvolvendo diversas ações de combate à fome e de garantia dos direitos básicos da comunidade, para que as famílias possam superar este momento difícil de forma mais digna. As principais ações envolvem a doação de alimentos e roupas. Para isso, o Mensageiro da Caridade estabeleceu parcerias com empresários do ramo alimentício e lançou campanhas para que pessoas físicas também pudessem colaborar.

Somente no mês de julho foram distribuídas mil cestas básicas recebidas em doações de pessoas físicas e empresas parceiras. O auxílio beneficiou as famílias atendidas pelo centro social e outras famílias da comunidade. Também na área de segurança alimentar diversas famílias foram beneficiadas com a Cesta Básica Digital. Através de uma parceria com a ONG Gerando Falcões, as famílias recebem um cartão com crédito de R$ 100 por 3 meses. Os próprios usuários podem ir aos supermercados e fazer suas compras. Além da ajuda local, em julho foram distribuímos 50 cartões na Vila Restinga. Outras ações foram realizadas em julho. A Cesta Básica da Felicidade organizada pela Doceria Charlie Brownie tem como objetivo oferecer alimentos que normalmente não constam nas cestas básicas comuns, como: ovos, leites, pães, margarina, doce de leite e achocolatado. Foram distribuídas 150 cestas básicas da felicidade. Com apoio dos parceiros também foram distribuídas 600 quentinhas para moradores da comunidade.

Outra parceria com empresários do ramo alimentício assegurou a distribuição de 4.500 lanches entre sanduíches, sonhos, pães, brownies e cachorro-quente.

Outras ações - Outras ações foram promovidas pelo Centro Social do Mensageiro da Caridade. O Brechó do Irineu distribuiu oito mil peças de roupas, mil pares de calçados, além de colchões, lençóis, edredons e utensílios de cozinhas. A maior parte do material foi recebido num carregamento do município de Muçum. Foi distribuído ainda vale-gás para 15 famílias, consultas médicas e fornecimento de medicação, além de trezentas fraldas para as famílias que têm crianças. A coordenadora do Centro Social, Nina Cardoso, afirmou que as parcerias e o apoio da comunidade ao Mensageiro da Caridade foi fundamental para realizar todas as ações.

Vila Cruzeiro - Com o início da pandemia de COVID-19, em março de 2020 e a necessidade de suspensão das atividades coletivas, o Centro Social Madre Madalena, mantido pelo Mensageiro da Caridade, adequou suas atividades par atender às demandas da comunidade da Vila Cruzeiro. Além de dedicar atenção especial à 113 famílias de crianças, adolescentes e idosos atendidos pelo Centro Social, passou a auxiliar a outras famílias da comunidade. A Vila Cruzeiro também recebeu uma ajuda importante por meio da parceria com o programa SESC-Mesa Brasil. No dia 28 de julho foram distribuídas 548 marmitas para as famílias. O alimento foi fornecido pelo Uber Eats e preparados na cozinha da empresa jornalística Zero Hora.


“Quentinhas” - A unidade mantem uma forte articulação com CRAS e SAF para monitoramento das famílias atendidas com alimentação e planejamento das ações necessárias na região. Para fortalecer as ações na comunidade, no dia 4 de julho, o Centro Social foi escolhido pela Partners of the Americas - Rio Grande do Sul como instituição beneficiada e receberá auxílio para atender a comunidade durante o período de pandemia. A previsão é que recursos arrecadados com atividades beneficentes seja destinado ao Centro Social para o auxílio às famílias atendidas no tempo da pandemia e demais demandas da comunidade.


Uma das grandes ações no mês de julho foi o apoio no combate à fome. Na primeira quinzena do mês foram distribuídas 308 cestas básicas. A distribuição de roupa, especialmente para enfrentamento do rigor do inverno beneficiou 110 famílias.

Anta Gorda - No dia 29 de julho, o Mensageiro realizou uma grande ação na comunidade. Houve a doação de 200 Cestas Básicas para a comunidade. O alimento foi repassado à entidade pela empresa Diamanju Agrícola Ltda, do Município de Anta Gorda. A atividade beneficiou diretamente cerca de mil pessoas.

Cúria Metropolitana

Rua Espírito Santo, 95

Bairro Centro Histórico 

CEP 90010-370 | Porto Alegre | RS

       51 3228.6199

Residência Episcopal

Vigário geral

Chancelaria

Arcebispado

Arquivo histórico

Batistério

Tutela de menores

Ascom

Tribunal Eclesiástico

ACESSE TAMBÉM

Centro Administrativo

Av. Sertório, 305

Bairro Navegantes
CEP 91.020-001 | Porto Alegre | RS

51 3083.7800

Administrativo

Departamento Pessoal

Jurídico

Financeiro

Contabilidade

Fraterno Auxílio

Patrimônio

T.I.

Obras

Servus

O Dia do Senhor

Loja Centro de Pastoral

© 2020 por ASCOM para Arquidiocese de Porto Alegre