Bruno Vargas Eskopinski será ordenado padre nesta sexta-feira, em Gravataí

14.07.2016

 

Na próxima sexta-feira os familiares, amigos e a comunidade católica da Arquidiocese de Porto Alegre verão Bruno Vargas Eskopinski padre. Não com estola de papel higiênico e Eucaristia de bolacha Maria e suco de uva como na infância. Aos 28 anos, receberá o segundo grau da Ordem às 20h deste dia 15, na paróquia Sagrada Família, em Gravataí, após 10 anos de oração, estudo e preparação.
 

Natural de Porto Alegre, o diácono Bruno sempre morou em Gravataí e garante não ser clichê afirmar que a família que teve grande peso na vocação. Os pais, Norberto e Ana Rita, eram catequistas – ela de Eucaristia; ele de Crisma – e sempre educaram Bruno e o irmão, Lucas, na fé. “Minha mãe sempre disse que queria que fôssemos de Deus, independentemente da vocação”, recorda.

Por ser muito tímido, Bruno lembra que quando criança, apesar do desejo de ser padre, tinha medo, sobretudo pela necessidade de falar em público. Mesmo assim os irmãos, com apenas um ano e cinco meses de diferença e sendo Bruno o mais novo, começaram a participar dos encontros Kairós. A ida para o seminário ocorreu até mais tarde do que o planejado. O diácono esperava ingressar na casa de Bom Princípio ainda no Ensino Fundamental, mas como ela estava para encerrar as atividades, adiou o projeto. 

Cursando o Ensino Médio decidiu estudar Mecânica de Manutenção Industrial no Senai, mas sabia que não seguiria a profissão. Então decidiu retornar aos encontros Kairós e ingressou no Propedêutico no mesmo ano em que a então capela Sagrada Família foi elevada a paróquia, em 2006. A confirmação da vocação, segundo ele, vai ocorrendo aos poucos, seja vendo a atuação de um padre ou em uma rodoviária no rosto de uma senhora sozinha. “Deus me chama a amar aquele que ninguém mais ama”, afirma.

Veja AQUI fotos da ordenação do Pe. Manoel, e AQUI do Pe. Édilon

Para o atual vigário paroquial da paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Canoas, o principal desafio como sacerdote será anunciar para o povo “a verdadeira verdade de Deus frente à mudança do mundo sem ferir ninguém, mas acolher, inserir e ser Igreja”. Por outro lado, vê com grande alegria a missão de ser discípulo e de dar dignidade às pessoas e fazer com que alguém volte a se sentir amado.

 

A ordenação presbiteral do diácono Bruno é a terceira de quatro na Arquidiocese neste ano. Padres Manoel Scheimann da Silva e Édilon Rosales de LIma foram ordenados, respectivamente, dias 24 de junho e 1º de julho. No dia 22 será a vez do diácono Filipe Maciel Pereira. A celebração será às 20h, na paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem (Cachoeirinha). A primeira missa ocorrerá dia 24, às 10h, na igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Cachoeirinha). 

Conheça um pouco da histórias dos neossacerdotes Manoel e Édilon.

Please reload

Cúria Metropolitana

(51) 3228.6199

Rua Espírito Santo, 95

Bairro Centro Histórico 

CEP 90010-370 | Porto Alegre | RS

Residência Episcopal

Vigário geral

Chancelaria

Arcebispado

Arquivo histórico

Batistério

Ascom

Tribunal Eclesiático

ACESSE TAMBÉM

Administrativo

Departamento Pessoal

Jurídico

Financeiro

Contabilidade

Fraterno Auxílio

Patrimônio

T.I.

Obras

Servus

O Dia do Senhor

Loja Centro de Pastoral

Centro Administrativo

(51) 3083-7800

Av. Sertório, 305

Bairro Navegantes
CEP 91.020-001 | Porto Alegre | RS

© 2020 por ASCOM para Arquidiocese de Porto Alegre