Nota de repúdio

01.05.2018

A Arquidiocese de Porto Alegre repudia a pintura num muro da capital que representa  Jesus Cristo decapitado com a cabeça em uma bandeja. Ela faz parte de uma exposição que pretende tratar da banalização da injustiça e da desigualdade. A polêmica e as reações que estão ocorrendo diante da infeliz imagem são resultado da falta de respeito pelo senso religioso, pelos valores cristãos e pela história desta cidade. Se pretendemos evitar polarizações e superar a violência, precisamos garantir um diálogo respeitoso e reverente pelo outro. Em tempos de crise de alteridade, uma iniciativa como esta despreza a verdade, a bondade e a beleza, critérios que os gregos tanto prezavam para suas representações artísticas. A obra provoca reações antagônicas entre os que veem sua crença ultrajada e os que pregam a livre expressão. Onde não há respeito, não há verdade; onde se agride o que é sagrado para o outro, não há bondade e, assim, a beleza é pervertida. Religião e arte já demonstraram ao longo dos séculos o quanto podem se unir para elevar o espírito humano além dos limites da matéria, mas isso depende de uma postura que não estamos vendo nesse caso. Aguardamos uma atitude mais respeitosa para com todos os que encontram em Cristo a razão de seus dias. A educação para a paz não é possível com a promoção de gestos que violentam valores fundamentais para a vivência da caridade nesta cidade.

 

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Porto Alegre

Please reload

Cúria Metropolitana

(51) 3228.6199

Rua Espírito Santo, 95

Bairro Centro Histórico 

CEP 90010-370 | Porto Alegre | RS

Residência Episcopal

Vigário geral

Chancelaria

Arcebispado

Arquivo histórico

Batistério

Ascom

Tribunal Eclesiático

ACESSE TAMBÉM

Administrativo

Departamento Pessoal

Jurídico

Financeiro

Contabilidade

Fraterno Auxílio

Patrimônio

T.I.

Obras

Servus

O Dia do Senhor

Loja Centro de Pastoral

Centro Administrativo

(51) 3083-7800

Av. Sertório, 305

Bairro Navegantes
CEP 91.020-001 | Porto Alegre | RS

© 2019 por ASCOM para Arquidiocese de Porto Alegre